Histórias de buteco

            Vejo muitos fiéis dizer que viram coisas incríveis acontecer na igreja. Eu, entretanto, nunca vi nada de especial na época em que frequentava. Foi no bar que tive contato com uma experiência sobrenatural.

            Lá estava eu, desolado pelos acontecimentos que desestruturaram minha família. Saí sem rumo e sem direção, conversando com o que chamamos de Deus, ou sozinho se bem preferirem. Quando me dei conta, estava num conhecido boteco, ali sentei, na esperança de encontrar algum chegado e distrair a minha mente.

            Comecei com apenas uma cerveja, pra parecer mais amistoso, mas minha cara era de pura depressão, e as pessoas não se sentiam a vontade de estar por perto. Não estava no clima de puxar assunto, desejava que alguém até a mim viesse não para eu tratar dos meus problemas, poderia ser até dos problemas dela, mas ninguém ali sentava.

            Absorto em pensamentos decidi falar novamente com Deus (ou sozinho). E pedi que aparecesse alguém que falasse comigo só por falar. Nesse instante já estava tomando um bom e velho conhaque. Não havia mais porque esboçar simpatia, pensei.

            Quando um sujeito Continuar lendo